X

Carrinho
Portal do Aluno
Portal do Professor

Cursos

7864 - Mediação e Inclusão- Reflexões e Aportes para a mediação na Deficiência Visual





A quem se destina: Advogados (as) e Estagiários (as) inscritos (as) na OAB, Bacharéis em Direito e Profissionais de outras áreas
Quantidade de aulas: 5 Aulas.
Carga horaria: 10 Horas.
Período: Das 19:00 às 21:00 horas (segunda, terça, quarta, quinta e sexta-feira)
Data de início: 06/06/2022
Data de término: 10/06/2022
 
ID 7864
 
 
Período: Dias 06/06/2022, 07/06/2022, 08/06/2022, 09/06/2022 e 10/06/2022
Horário: Das 19:00 às 21:00 horas (segunda, terça, quarta, quinta e sexta-feira)
Coordenadora do Núcleo de Mediação: Célia Regina Zaparolli
Professores: Luciane Maria Molina Barbosa, Célia Regina Zapparolli, Denyse Moreira Guedes, Daniela Alves de Lima Barbosa, Orlando Narvaes Campos e Edson Defendi 
 
 
As vagas para acesso ao curso por meio do google meet, "com interação", são limitadas a 500 participantes.
Após o preenchimento das vagas "com interação", as inscrições serão automaticamente direcionadas para o cadastro cujo acesso será disponibilização pelo streaming (tecnologia que possibilita a transmissão pela internet) e "sem interação".
Os(As) participantes que acompanharem o curso "ao vivo" receberão certificado.
 
 
Objetivos da Disciplina
 
 
Objetivo Geral:  Refletir a mediação na deficiência visual
 
Objetivos Específicos:  Viabilizar aportes teóricos, técnicos e tecnológicos para a mediação na deficiência visual, considerando as perspectivas das partes, do mediador, sua formação e da advocacia.
 
Ementa: Esse curso tratará da mediação na deficiência visual, trazendo os aportes teóricos, técnicos e tecnológicos para a reflexão no tema, visando os avanços necessários à inclusão profissional do/a mediador/a, do/a advogado/a e do/a mediando/a deficiente visual na mediação.
 
 
Conteúdo Programático
 
Aula 1 - Profº Orlando Narvaes Campos
A importância da mediação e conciliação na resolução pacífica de conflitos
Tratamento de igualdade para com as pessoas com deficiência visual, abrangendo-se os principais aspectos da Lei 13.146/2015 (lei brasileira de inclusão)
Abordagem da importância de conhecimentos básicos pelo mediador na esfera do direito (capacidade civil, representação, assistência, etc.)
 
Aula 2 - Profª Luciane Maria Molina Barbosa
O que é audiodescrição: conceito e definição;
Relação entre imagem e texto: redundância, informatividade e complementaridade;
Quem são os beneficiados pela audiodescrição: pessoas com deficiência visual - cegueira e baixa visão;
O que é audiodescrição: tradução, gênero textual, tec assistiva;
Fonte sonora da audiodescrição: gravada, ao vivo, lida por leitores de tela;
Atributo alt (caixa de texto alternativo) ou Ad no contexto do texto: quando usar? Ferramentas para ler imagens: IA nas redes sociais e OCR dos aplicativos (demonstração); Audiodescrição: No teatro, no cinema e na televisão;
Audiodescrição: nas redes sociais, nos eventos, nas aulas;
Pilares e diretrizes do audiodescritor: por onde começar?
Dinâmica: duas versões diferentes de audiodescrição, para que os participantes escolha a versão mais "imagética";
Provocação: Quando for descrever uma imagem, pergunte-se “se eu não pudesse utilizar esta imagem aqui, o que eu escreveria em seu lugar?”.
 
Aula 3 - Profª Célia Regina Zapparolli e Profª Denyse Moreira Guedes
Mediação Muito Além do Acordo
Mediação para o:
Reconhecimento da Pessoa;
Transformação relacional e comunicacional;
Inclusão social;
Desenvolvimento
Formação de Mediadores e Conciliadores pela Resolução 125 do CNJ
Princípio da Isonomia
Símbolos de acessibilidade
Leis específicas para as pessoas com deficiência
Barreiras de acessibilidade
Programas para leitura de texto via internet
Informações sobre: braille, goalball, cão-guia
Convenção dos Direitos da Pessoa com Deficiência em Literatura de Cordel.
 
Aula 4 – Profª Daniela Alves de Lima Barbosa.
Inclusão Social das Pessoas com Deficiência Visual;
Relação Política de Assistência Social/ Educação e pessoas com deficiência visual;
Tecnologias Assistivas;
Direitos Humanos e as Pessoas com Deficiência;
Intersecção pessoas transgeneras com deficiência e o capacitismo.
 
Aula 5 – Profº Edson Defendi
Evolução do conceito de deficiência visual
Modelo médico e modelo social deficiência
Capacitismo e seus impactos no desenvolvimento da pessoa com deficiência visual
Empregabilidade e inclusão profissional das pessoas com deficiência visual.
 
 
BIBLIOGRAFIA BÁSICA
 
Moraes, Alexandre de Direito constitucional / Alexandre de Moraes. – 33. ed. rev. e atual. até a EC nº 95, de 15 de dezembro de 2016 – São Paulo: Atlas, 2017.
Theodoro Júnior, Humberto, 1938- Código de Processo Civil anotado / Humberto Theodoro Júnior: colaboradores, Humberto Theodoro Neto, Adriana Mandim Theodoro de Mello, Ana Vitoria Mandim Theodoro. – 20. ed. revista e atualizada – Rio de Janeiro: Forense, 2016. Gonçalves, Marcus Vinicius Rios Direito processual civil esquematizado® / Marcus Vinicius Rios Gonçalves. – 8. ed. – São Paulo: Saraiva, 2017. (Coleção esquematizado® / coordenador Pedro Lenza)
BRASIL. (2015) Lei nº 13.146. Institui a Lei Brasileira de Inclusão da Pessoa com Deficiência (Estatuto da Pessoa com Deficiência). Disponível em:
LIMA, F. J.; LIMA, R. A. F.; SILVA, J. A. A Preeminência da Visão: crença, filosofia, ciência e o cego. Arquivos Brasileiros de Psicologia Aplicada, Rio de janeiro, v. 52, n. 10, p. 51-61, 2000.
LIMA, F. J. O Que é a Áudio-Descrição e Quem a Utiliza. Revista Brasileira de Tradução Visual (RBTV) 2010. Disponível em http://www.rbtv.associadosdainclusao .com.br/index.php/principal/announcement/view/41.
MOTTA, Lívia Maria Vilella de Mello. A AUDIODESCRIÇÃO NA ESCOLA: ABRINDO CAMINHOS PARA LEITURA DE MUNDO. 2016. Disponível em: http://www.vercompalavras.com.br/pdf/aaudiodescricao-na-escola.pdf
MIANES, Felipe Leão. Audiodescrição como ferramenta pedagógica de ensino e aprendizagem. 2016. Disponível em: http://www.anpedsul2016.ufpr.br/portal/wpcontent/uploads/2015/11/EIXO6_FELIPELE%C3%83O-MIANES.pdf.
JACKOBSON, R. (2007). Linguística e Comunicação. Ed. 19, São Paulo. Cultrix.
MOTTA, Lívia Maria Vilella de Mello; ROMEU FILHO, Paulo (org). Audiodescrição - transformando imagens em Palavras. São Paulo: Secretaria dos Direitos das Pessoas com Deficiência do Estado de São Paulo. 2010.
THIOLLENT, M. (2005). Metodologia da pesquisa-ação. 14ª ed., São Paulo: Cortez.
ONU. Convenção sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência. 29 de agosto de 2006. Brasília: 2006.
VYGOTSKY, Lev Semionovitch. Fundamentos da defectologia. Havana: Pueblo y Education, 1997. (Obras completas, tomo 5).
VYGOTSKY, Lev Semionovitch. A defectologia e o estudo do desenvolvimento e da educação da criança anormal. Educação e Pesquisa, São Paulo, vol. 37. 2011.
ALMEIDA, G. A. de. Mediação e o Reconhecimento da Pessoa. 1. ed. São Paulo: Editora CLA, 2019.
ALMEIDA, R. A.; ALMEIDA, T.; CRESPO, M. H. “Tribunal Multiportas: Investindo no Capital Social para Maximizar o Sistema de Solução de Conflitos no Brasil”. Rio de janeiro: Ed GV, 2012. Disponível em: https://bibliotecadigital.fgv.br/dspace/bitstream/handle/10438/10361/Tribunal%20Multiportas.pdf. Acesso em: 18 out. 2020.
BERTALANFFY, L. V. Teoria geral dos sistemas. Petrópolis: Vozes, 1972.
BRANTES, D.; BARROCAS, C. Online Dispute Resolution como forma de solução de conflitos em tempos de pandemia no Brasil e Canadá: habilidades e competências dos profissionais .2020. Disponível em: https://www.direitoprofissional.com/odr-em-tempos-de-pandemia-no-brasil-e-canada/. Acesso em: 29 maio 2020.
COBB, S.; RIFKIN, J. Neutrality as a discursive practice: the construction and transformation of narrative in community mediation. In: SILBEY, S.; SARAT, A. (org.). Law, politics and society. Greenwich: CT Jai Press, 1991, v. II.
FISHER, R.; BROWN, S. Como chegar a um acordo — construção de um relacionamento que leva ao sim. Rio de Janeiro: Imago, 1992.
FISHER, R.; URY, W.; PATTON, B. Como chegar ao sim. 2. ed. Rio de Janeiro: Imago, 2005.
FOLGER, J. P.; BUSH, R. A. B. Ideología, orientaciones respecto del conflicto y discurso de la mediación. In: FOLGER, J. P.; JONES, T. S. (org.). Nuevas direcciones en mediacíon — investigacion y perspectivas comunicacionales. Buenos Aires: Paidós, 1997.
GABBAY, D. M. Litigância Repetitiva e Acesso à Justiça no Brasil: uma Nova Agenda de Pesquisa. In: FERRAZ, L. S. (coord.). Repensando o Acesso à Justiça: Estudos Internacionais. As Ondas de Cappelletti no século XXI. Aracaju: Evocati, 2016. p. 88-107. v. 1.
GERGEN, K. J. An invitation to social construction. London: SAGE, 1999.
HONNETH, A. Luta por reconhecimento: a gramática moral dos conflitos sociais. Tradução: Luis Repa. São Paulo: Ed. 34, 2003.
JACQUES, M. G. C. Identidade. In: STREY, M. N. et al. (org.). Psicologia social contemporânea. Petrópolis: Vozes, 2001. p. 159-167.
NATÓ, A. M.; QUEREJAZU, M. G. R.; BARBAJAL, L. M. Mediación Comunitaria: Conflictos em el Encenario Social Urbano. Buenos Aires: Editorial Universidad S. R. L., 2006.
SANDER, F. E. A. The Multi-Door Courthouse: Settling disputes in the year 2000. Barrister, n. 18, p. 20-21/40-42, 1976.
SIX, J. F. Dinámica de la Mediación. Barcelona: Paidós, 1997.
SUARÉS, M. Mediación. Conducción de disputas, comunicación y técnicas. Buenos Aires: Paidós, 1996.

 

O Curso será ministrado na modalidade HOME ESA, através da plataforma on-line de ensino Google Classroom.
 
O que é o formato HOME ESA?
Formato de cursos on-line, permitindo ao aluno/a assistir às aulas ao vivo em ambiente virtual Google. A modalidade possibilita interatividade em tempo real com o professor e colegas de sala de aula virtual.  Assim, os inscritos podem assistir à aula de onde quiser, através de um notebook ou smartphone conectado à internet.
 
Perdeu a aula? Não se preocupe! A vídeoaula ficará salva para o estudante assistir quantas vezes quiser dentro do período em que o curso estiver sendo disponibilizado.
 
 

PROFESSORES-CONVIDADOS:

Celia Regina Zapparolli RODRIGUES DE FREITAS


link lates: http://lattes.cnpq.br/7304324165988556
Minicurriculo: Advogada, mediadora há 25 anos, pesquisa acrasia, racionalidade decisória e metodologias na mediação de conflitos. Foi consultora do PNUD; BID, Ministério da Justiça (Senasp- Sjb - Srj) casa Civil-Conad; Governo do Estado de SP- Programa Serra do Mar e Várzeas do Tietê e Panamericano 2007, para design, mediação e outros meios de gestão de conflitos. Docente e coordenadora de cursos de formação em mediação e conciliação: Cnj, Unicamp, AASP, Ejud-TRT SP, TRT PR; NUPEMEC- Tj SP; Tj SE; TJ DFT. Coordena tecnicamente o Projeto Íntegra: mediação em violências e crimes de gênero e família e; Câmara de mediação AASP. Mediadora em conflitos familiares, trabalhistas e; multiculturais, envolvendo meio ambiente e indígenas no TRF3; na 1a. RAJ empresas e recuperação judicial. Sócia da Camie: Câmara de Arbitragem, Mediação Interdisciplinar e Empresarial. Design e coordenadora do caso prêmio conciliar é legal, do CNJ, concedido à AASP na facilitação trabalhista pela Liquidação Unimed Paulistana.


DANIELA ALVES DE LIMA BARBOSA


link lates: http://lattes.cnpq.br/2603013030029168
Minicurriculo: Mestre em Educação pela Universidade de São Caetano do Sul - USCS (2020). Possui graduação em Pedagogia - Licenciatura Plena pela Faculdade de Educação Ciências e Letras Don Domênico (2007), Bacharelado em Serviço Social pela Universidade de Ribeirão Preto (2011). Tem experiência como tutor e docente EAD pela Universidade Metropolitana de Santos, Universidade de Santo Amaro, Instituto Federal do Sul de Minas e Universidade Federal do ABC - UFABC. Experiência como docente (Ensino Fundamental I e Educação Especial) pelo município de São Bernardo do Campo - SP (2011-2018). Atualmente é assistente social da Prefeitura Municipal de São Bernardo do Campo - SP, tutora AEE no curso de Educação em Direitos Humanos da Universidade Federal do ABC - UFABC e aluna especial da Universidade de São Paulo USP nos programas de Gestão em Políticas Públicas e Estado, Mudança Social e Participação Política. Em suas pesquisas, destacam-se temas como: ensino colaborativo,educação inclusiva, formação de professores, educação especial na perspectiva inclusiva e políticas públicas e participação popular das pessoas com deficiência, gênero e direitos humanos.


DENYSE MOREIRA GUEDES


link lates: http://lattes.cnpq.br/8316006286371654
Minicurriculo: Pós-Doutora em Ciências e Tecnologias da Comunicação - Universidade de Aveiro - Portugal; Pós-Doutora em Ciências Humanas e Sociais com Especialização em Serviço Social - Estudo das Minorias - Universidade Fernando Pessoa - Porto - Portugal; Avaliadora da Educação Superior - MEC/INEP - Diário Oficial da União: 16/07/2018 - Edição 135 - Seção 2 - Página 28; Doutora em Direito Ambiental Internacional pela Universidade Católica de Santos - UNISANTOS, com Bolsa CAPES; Doutorado Sanduíche - Bolsa Capes, em Porto - Portugal - na Universidade Lusíada - de 02/04 a 30/06/2014; Mestre em Saúde Coletiva - UNISANTOS - 2009; Especialista em Direito Penal - Faculdades Metropolitanas Unidas - FMU-SP - 2003; Advogada - Universidade São Marcos-SP - 2002, OAB-SP 212.522; Assistente Social - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo - PUC-SP - 1985, CRESS 18.589; Membro do Conselho Editorial da Revista Monumenta da UniBF - União Brasileira de Faculdades - desde julho de 2020, Parecerista da Revista Brasileira de Psicodrama - desde novembro de 2019 - ISSN: 2318 - Qualis A4 - http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_serial&pid=0104-5393&lng=pt&nrm=iso; Revisora científica da SISYPHUS - Journal of Education ISSNe: 2182-9640 - Universidade de Lisboa; Mediadora e Conciliadora Judicial e Mediadora Socioambiental pelo Tribunal de Justiça de São Paulo/Conselho Nacional de Justiça - UNISANTOS; Audiodescritora pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - UNESP; Membro do Grupo de Pesquisa Métodos Consensuais para Solução de Conflitos Socioambientais e Urbanísticos e Direitos da Cidade da Universidade Católica de Santos - UNISANTOS; Membro do Grupo de Pesquisa Direitos Humanos e Vulnerabilidades CNPq (Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico) - UNISANTOS; Membro do Grupo de Pesquisa SOCHIR - Social Child International Rights - Universidade Fernando Pessoa - Porto - Portugal. E-mail: denyseguedes@hotmail.com


EDSON LUIZ DEFENDI


link lates: http://lattes.cnpq.br/7965644016463953
Minicurriculo: Doutor e mestre em Psicologia Clinica pela PUC - SP. Especialista em Terapia Familiar e de Casal - PUC - SP. Especialista em Psicologia Hospitalar e Reabilitação pela Faculdade de Medicina da USP - SP. Especialista em Psicologia Clinica pelo Conselho Regional de Psicologia de SP.


LUCIANE MARIA MOLINA BARBOSA


link lates: http://lattes.cnpq.br/5778300198160920
Minicurriculo: Luciane Maria Molina Barbosa é doutoranda em educação pela USP, Mestre em Educação pelo Programa de Pós-graduação em Educação e Desenvolvimento Humano: Formação, Políticas e Práticas sociais da Universidade de Taubaté – UNITAU; Especialista em atendimento Educacional especializado – Universidade Estadual Júlio de Mesquita Filho, UNESP/SP; Especialista em Tecnologias, Formação de Professores e Sociedade – Universidade Federal de Itajubá, UNIFEI/MG; é tambbém Pedagoga – Organização Guará de Ensino; é professora Braillista com 20 anos atuando na educação especial inclusiva e com experiência na formação de professores da educação básica e do ensino superior em cursos presenciais e a distância. Faz uso da plataforma Moodle desde 2006 para ministrar cursos e formação continuada sobre sistema Braille e Audiodescrição. é consultora em audiodescrição com atuação em produtos midiáticos em geral, tendo prestado serviço para emissora de televisão, produtoras culturais, editoras, museus, exposição de arte, entre outros. Foi tutora eletrônica das disciplinas pedagógicas dos cursos de licenciatura na modalidade EaD da Universidade de Taubaté/EPTS; já atuou com políticas públicas voltadas às pessoas com deficiência pela Secretaria dos Direitos da Pessoa com Deficiência e do Idoso de Caraguatatuba; foi presidente do COMDEFI, Conselho da Pessoa com Deficiência de Caraguatatuba; Venceu o IV Prêmio Sentidos na categoria júri popular por causa de sua atuação no segmento da inclusão e diversidade. Como consultora em audiodescrição, venceu, em 2019, o Festival Ver Ouvindo, com o curta Aluga-se um Destino. É colaboradora externa do Programa Lego Braille Bricks Brasil realizado em parceria entre Fundação Dorina Nowill para Cegos, Fundação Lego da Dinamarca e Universidade Estadual Paulista Julio de Mesquita Filho (UNESP Presidente Prudente), atuando no acompanhamento pedagógico da formação de professores e de instituições ministrada pela plataforma Moodle do Cipides. É bolsista da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior exercendo tutoria eletrônica (Moodle) no curso de pós-graduação em Educação Especial e Inclusiva da Universidade Federal do ABC. É docente e tutora de cursos de formação de professores alfabetizadores através do sistema Braille Na INILIBRAS, de 2016 até o momento.


ORLANDO NARVAES DE CAMPOS


link lates: http://lattes.cnpq.br/8392473576419103
Minicurriculo: Possui graduação em Direito pela Universidade de Mogi das Cruzes (2000), especialização em Direito Civil e Processo Civil pela Faculdade Legale (2014) e especialização em Direito Processual Civil pela Universidade Braz Cubas (2005), MBA em Direito Imobiliário pela Faculdade Legale. Mediador e Conciliador. Cursando Mestrado em Direito de Saúde pela universidade UNISANTA. PROFESSOR do CENTRO UNIVERSITÁRIO ANHANGUERA DE SANTO ANDRÉ – UNIA, ministrando as disciplinas de Direito Civil (partes geral e especial), Direito Processual Civil, Linguagem e Argumentação Jurídica, Prática de Estágio e Direitos Humanos para o Curso de Enfermagem. PROFESSOR DO ONC INSTITUTO DE ENSINO E TREINAMENTO. É titular de escritório de advocacia, militando nas áreas CÍVEL, EMPRESARIAL e CRIMINAL, com destaque em atuações junto ao TRIBUNAL DO JÚRI e em SUSTENTAÇÕES ORAIS perante Tribunais de Justiça e demais órgãos da Administração Pública. Ministra PALESTRAS e SEMINÁRIOS voltado ao Direito e à Cidadania. Laborou em Cursos Preparatórios para Concursos Públicos e Exames da OAB. Ex Presidente de Instituição Filosófica e Filantrópica ligada ao Grande Oriente Paulista onde promoveu diversas ações de cunho social, e atualmente membro da GLESP. Participa ativamente como membro de bancas examinadoras de TCC. Presidente da Comissão de Direito Civil da 38ª Subsecção da OAB SANTO ANDRÉ, Possui deficiência visual (baixa visão).




Curso Gratuito




Obs.1: Para os cursos que permitam alunos não inscritos na OAB, estes deverão apresentar, no primeiro dia de aula, o comprovante de graduação.

Obs.2: A Escola poderá, em caráter excepcional, alterar datas e horários das aulas bem como poderá substituir o docente em caso de imprevisto. Reserva-se o direito de cancelar o curso caso não haja um número suficiente de alunos, sem ônus para os inscritos.

Obs.3: O conteúdo desta página é propriedade da ESA, sendo proibida a reprodução, publicação, distribuição, difusão, total ou parcial de material disponibilizado em qualquer espaço do site da Escola Superior de Advocacia, por meio eletrônico, impresso, fotográfico, gravação ou qualquer outra forma que possa tornar os conteúdos dos materiais acessíveis a terceiros, para fins particulares ou comerciais, bem como disponibilizá-los em serviços on line, websites, fóruns de discussão, e-mails, message board (quadro de mensagens), redes sociais, comunicadores instantâneos e todo e qualquer sítio virtual, sem a prévia autorização dos autores. Todos os direitos reservados.

Lgo Pólvora, 141 - Liberdade - SP  -  (11) 3346-6800  -   faleconosco@esa.oabsp.org.br


Praça da Sé, 385 - 6º, 7º, e 8º andar - (11) 3291.8100

Copyright © 2017 - OAB ESA. Todos os direitos reservados | By HKL